Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.

Notícias

Gestão horizontal de uma empresa: como funciona

14.08.2019

A maior parte das pessoas foi formada com a mentalidade de que entrar numa empresa é adequar-se a uma estrutura organizacional em pirâmide. Neste ambiente, quem ocupa os mais altos cargos planeia e toma as decisões; quem tem menos responsabilidades executa e age com autonomia limitada. No entanto, este facto está a mudar com as organizações que adotaram a gestão horizontal em detrimento da vertical.

Neste conceito moderno de organização, as barreiras hierarquicas estão muito esbatidas.E quanto mais as pessoas puderem relacionar-se de igual para igual, mais produtivos, dinâmicos e espontâneos se tornam os processos.

A Morning Star, a maior empresa de transformação de tomate do mundo, por exemplo, não tem uma hieriarquia rigida: ninguém está acima de ninguém. Esta é a mesma situação da Gore, empresa criadora do Gore-Tex, tecido impermeável que revolucionou a indústria de produtos de desporto, com mais de 10 mil associados.

Gestão horizontal implica cooperação

A ausência de uma hierarquia tradicional, no entanto, não quer dizer que cada colaborador faz o que quer, isoladamente, sem projetos e metas colectivos. Gestão horizontal implica colaboração mútua, troca de ideias, possibilidade de opinar e também abertura para receber a opinião dos colegas. Tudo em busca de resultados individuais que se adicionam para um excelente resultado do grupo.

Em empresas horizontalizadas, os colaboradores têm fácil acesso aos administradores e ao número reduzido de gestores. Seja por ter o número de telefone direto de cada um deles, seja pela própria distribuição do espaço físico do ambiente de trabalho. Nesses sítios, divisões muito separadas de salas e mesas são quase sempre exclusivas para reuniões e conversas mais reservadas.

Desafios que compensam

Não há uma receita que sirva a todas as companhias e fluxos de trabalho. A gestão horizontal pode trazer desafios ligados ao mau uso da autonomia e à incerteza de papéis entre os colaboradores. Mas os resultados em empresas que assumiram o risco de crescer de modo mais rápido e menos burocrático mostram que esse novo modelo organizacional veio para ficar.

No Siimgroup, um dos maiores grupos de consultoria imobiliária de Lisboa, os consultores têm acesso direto e constante aos seus brokers (directores de loja) e restantes administradores. A partilha de ideias entre consultores, staff e brokers pode acontecer diariamente, por meio de um grupo de mensagens no WhatsApp com os contactos de todos os membros de cada loja. O contacto directo com administração do grupo, nas suas multiplas valências de especialização, está à distancia de um simples telefonema, ou mesmo pela via presencial, estando as portas sempre abertas. Isso reflete-se numa comunicação mais rápida e numa gestão menos burocrática

Saiba mais sobre a metodologia de trabalho do Siimgroup: www.siimgroup.pt/recrutamento/