pesquisa actualidades

Como escolher a imobiliária onde trabalhar: a história de Elsa Penedos

13 Maio 2020

Elsa Penedos trabalha no mercado imobiliário há 3 anos. E aproximadamente há um ano, tomou uma decisão ousada: mudou de rede imobiliária.

Hoje é consultora na RE/MAX Siimgroup.

Elsa conta-nos os motivos da mudança e como tem obtido mais resultados com uma forma diferente de trabalhar. Afirma que consegue fazer a gestão do seu tempo e angariar sem limitações de zona de posicionamento.

Mudar de rede imobiliária é uma decisão importante. A Elsa já está no mercado imobiliário há algum tempo e há cerca de 1 ano veio para a RE/MAX Siimgroup. Porquê?

Abracei este projeto e procurei a RE/MAX Siimgroup, porque enquanto Consultora imobiliária noutra rede sentia-me e estava limitada nas minhas condições de trabalho, e nos serviços que poderia fornecer aos meus Clientes. O Siimgroup ofereceu-me um maior controlo e equilíbrio sobre a minha vida profissional e a minha vida pessoal.

Quais eram as limitações de trabalho que a Elsa tinha?

Tinha zonas de posicionamento limitadas. Numa determinada rua, a imobiliária tinha-me conferido as portas nº 1, 3, 5, 7 e 9, não podendo angariar nos números 2, 4 e 6 porque não faziam parte da minha zona de posicionamento. Era extremamente limitativo e claustrofóbico. Por estar limitada a angariar imóveis apenas na zona “x”, na rua “y”, tive que diversas vezes recusar trabalhar com os meus Clientes proprietários, que confiavam em mim e que queriam trabalhar comigo. Outra limitação era o comissionamento ser inferior ao atual.

Ao que é que a Elsa hoje tem acesso (e não tinha antes) ?

Tenho acesso ao conhecimento. É-nos fornecida, a título totalmente gratuito, formação em todo o tipo de temas que o mercado imobiliário abrange. Através da formação interna e externa, os nossos brokers dão-nos todas as ferramentas de conhecimento necessários para podermos trabalhar e abordar qualquer tipo de Cliente. A formação a que temos acesso foca-se tanto nas “hard skills”, como nas “soft skills”, o que faz que sejamos efetivamente Consultores de primeira linha.

Nos últimos meses, a Elsa fez várias transações e angariações. A que se devem estes resultados?

Os vários negócios que tenho feito ao longo destes meses devem-se a três dinâmicas muito simples: empenho, determinação e cultura relacional. A partir do momento que uma pessoa passa a ser minha Cliente, eu considero-a, represento-a e protejo-a como minha amiga, como família. O meu objectivo é que em situações futuras eu seja imediatamente lembrada como uma referência. E isso só acontece quando transmitimos confiança, mostramos conhecimento, e nos revelamos empenhados e persistentes em ir ao encontro das necessidades dos nossos Clientes.

Neste período de mudança nas relações e contactos entre as pessoas, qual tem sido a sua maior aprendizagem?

Tive de me adaptar a novas opções de contacto entre as pessoas e aprender a utilizar novas plataformas, não presenciais. Ao contrário do que se poderia pensar, as pessoas estão muito disponíveis para falar, trocar ideias e, se for necessário, estar presentes. Com esta mudança as pessoas vão necessitar muito mais da ajuda de um profissional. E eu estou cá para continuar a ajudar e aprender o que for preciso!

Atenção, o seu browser está desactualizado.
Para ter uma boa experiência de navegação recomendamos que utilize uma versão actualizada do Chrome, Firefox, Safari, Opera ou Internet Explorer.